Resenha: Infinito

Resenha por Brunna Carolinne

Autora: Alyson Noël
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 240


ATENÇÃO: Esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores da série Os Imortais. Confira a resenha de Para Sempre aqui, a de Lua Azul aqui, a de Terra de Sombras aqui, a de Chama Negra aqui e a de Estrela da Noite aqui.
Não tenho palavras para descrever esse livro. Envolvente? Cativante? Lindo? PERFEITO? Sim, tudo isso, é perfeito até desde a capa que até a cor tem um significado. A série foi fechada com chave de ouro. Se os livros anteriores deixaram a desejar, para mim, tudo isso foi suprido com Infinito, sexto e último volume da série (sim, por mais que seja difícil, precisamos aceitar).
Todas as lacunas, assuntos não terminados, desafios, tudo, foi bem explicadinho nesse livro (eu, pelo menos, não fiquei com nenhuma dúvida), até o porquê da Ever sempre reencarnar é citado. Ela amadureceu bastante, até sua impulsividade serviu para alguma coisa, se antes essa característica lha causava problemas, agora vai ajudá-la (e muito), ao contrário de Damen, que continua tradicional ao extremo, não concordando com as atitudes de sua amada que só faz o que pensa ser melhor para eles.
Após ouvir uma canção de uma velha louca, Ever faz uma jornada em busca de realizar seu destino e de ajudar outros imortais, e tudo sozinha.
Todos os personagens recebem um fiz digno, até Drima, Roman e Haven. Jude consegue um final surpreendente e belo, mas o que eu mais gostei foi o da Sabine, tia de Ever, alé do o do casal, é claro. (:
Muitas coisas são reveladas, até um passado que ninguém conhecia é contado, o que eu amei, pois nele foram inseridos outros personagens conhecidos por nós e não somente o quarteto de sempre (Damen/Ever/Drina/Roman).
Já estou morrendo de saudades, pois, ao todo, Os Imortais me conquistou, já que é, de certa forma, uma estória diferente. Por mais que eu não tenha desistido da série (o que foi ótimo), Infinito superou minhas expectativas, tanto que é meu livro preferido da série, junto com Para Sempre (o primeiro).
"Após derrotarem seus inimigos mais temidos, Ever e Damen começam uma nova jornada para que ele se livre do veneno em seu corpo. Se encontrarem o antídoto, finalmente serão capazes de viver a paixão pela qual anseiam há séculos. A busca, porém, leva-os a um terreno desconhecido e pavoroso - as profundezas de Summerland. Lá, eles descobrirão a origem obscura e inimaginável de seu relacionamento e serão obrigados a encarar uma dolorosa verdade: o destino tem motivos para mantê-los separados. Agora, o futuro irá depender de uma única decisão, que poderá pôr em risco tudo os que eles têm. Inclusive a eternidade."

2 comentários:

  1. Fernandabizerra15/08/2012 10:36

    Olá Brunna, estou aqui. kkkkkkkkkk

    Nossa gostei muito da sua resenha, afinal este último livro é lindo a história em si é linda. Apresar de ter se tornado um pouco maçante.
     Infinito é mesmo muito bom.

    Beijos!





    ResponderExcluir
  2. Li toda a  saga, mas confesso que na minha opinião o livro 1 foi o melhor de todos. Seguindo o blog!!!
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!