Os 10 melhores livros que li em 2013

Oi, gente! Feliz ano novo. :D Antes de qualquer coisa, quero pedir mil perdões pela minha ausência aqui no blog. Fim de ano sempre é complicado, 2013 então foi complicadíssimo, fiquei muito atarefada com a faculdade (trabalhos, provas, aulas...) e, como foi o meu primeiro período \o/, quis fazer tudo direitinho para não ficar reprovada em nenhuma cadeira. Espero que me perdoem haha.
Agora, direto ao assunto: como uma espécie de retrospectiva, resolvi fazer esse post mostrando para vocês os 10 melhores livros que li no ano de 2013 e falar um pouquinho do que mais gostei neles. Não consegui estabelecer uma ordem de preferência, então o critério que adotei para elaborar essa lista foi pura e simplesmente a ordem alfabética.



A Ilha dos Dissidentes é uma distopia misturada com o mundo dos X-Mens, só isso bastou para me conquistar, mas, para me deixar mais caidinha de amores, a escrita da autora é envolvente, ela sabe conduzir a história muito bem, sem contar o clima de mistério, tensão e ação que rodeia a narrativa. Cada um dos personagens me marcou de uma forma diferente e mal posso esperar para ler o segundo volume. Só mais um detalhe: a obra é nacional!




Sabe aquele livro que você tem certeza de que irá gostar? Pois é, isso aconteceu comigo em Almanova. Só por causa da capa, porque eu nem sabia direito sobre o que o livro tratava (sou dessas!). No início todo o lance que rodeia as reencarnações me pareceu confuso e estranho, mas fui me acostumando e me apaixonando pela história. A narrativa é delicada, sutil e os personagens são tão bonitinhos que dá vontade de apertar. Uma fantasia bem elaborada e com grande potencial.





Acho que nunca li um livro tão fofo quanto Anna e o Beijo Francês! Gostei de tudo: dos personagens, do ambiente, da história, da fofura colocada em cada palavra... A história é tão bacana que praticamente nem senti as páginas voarem, sem contar o St. Clair, um dos personagens mais doce que já acompanhei em um livro.



Nem sei bem o que falar sobre esse livro tão especial. As Vantagens de Ser Invisível ganhou o meu coração por ter um personagem tão meigo, amável e sensível da maneira que só o Charlie é. O fato da história ser narrada por ele (em forma de cartas) só torna tudo mais agradável ainda. Fiquei me sentindo próxima dele e meu desejo era apenas abraçá-lo e não largar nunca mais.





Um livro que me chamou atenção por sua diagramação belíssima e logo me conquistou por sua(s) história(s) linda(s). Em As Violetas de Março tudo foi bem construído: a descrição dos cenários, as personalidades dos personagens, os mistérios... Fiquei tão leve após terminar essa leitura que não sabia o que fazer. Não, aliás, sabia sim: queria passar pelo menos um dia com esses personagens que tanto me marcaram e conversar um pouco.




Eu gosto bastante de releituras, apesar de não ter lido tantas assim, mas Cinder está aqui por conta de sua originalidade. Estou falando do universo extremamente singular que a autora criou, envolvendo doença, guerra, poderes especiais e tecnologia, além da personagem principal diferenciada: ela vai à luta e não fica esperando na sacada da janela o seu mocinho resgatá-la. Até que, no caso dela, não seria nada mal fazer isso, porque o mocinho é daqueles extremamente apaixonantes. *-*




Quão angustiante um livro pode ser? Corações Feridos é mais! É muito mais! Possivelmente ele é angustiante por ser tão verdadeiro. Ou por ter personagens tão tocantes. Ou por te trazer um ódio imenso. Talvez ele seja angustiante por todas essas características juntas. Não sei. Sinceramente não sei. Apenas tenho certeza que fiquei comovida, emocionada e chocada com tudo o que a obra me revelou.




Brilhante! História brilhante. Narrativa brilhante. Personagens mais que brilhantes. Bom, um personagem em especial: nosso narrador intolerante, petulante e teimoso - Sage. O Falso Príncipe tem uma trama bem elaborada que vai conduzindo o leitor ao ambiente medieval retratado na obra: cheio de falcatruas, mentiras e intrigas. O desfecho é de tirar o fôlego (apesar de não tão surpreendente assim).





Passarinha é um livro mais-que-especial, com uma garota mais-que-especial e uma história mais-que-especial. A obra é rica em tantos sentidos que deveria ser considerada como a leitura da vida de todo o mundo. Aprendi mais nas poucas horas que passei com a Caitlin do que em todos os anos da minha existência.





Puros é livro difícil de ser lido, mas não por ser chato ou ter uma linguagem difícil, e sim porque o mundo que a autora criou é cheio de horrores e ela faz questão de descrever tudo minuciosamente e com tanta clareza que chega a causar repulsa. Tudo é grotesco e bizarro, só que a história é tão boa, os personagens tão carismáticos que, por mais que você queira dar um tempo da intensidade da leitura, fica praticamente impossível. E mesmo que você deixe o livro um pouco de lado, as imagens construídas em sua mente pela narrativa ficam te assombrando por muito e muito tempo.

4 comentários:

  1. Não li nenhum da sua lista (shame on me), mas claro sou familiarizado com a história de As Vantagens de Ser Invisível, mas vou buscar algum e-book pela internet porque quero lê-lo em inglês.

    Outro que me chamou a atenção foi esse Puros da Intrínseca... a Intrínseca sempre publica uns livros que me chamam atenção.

    Um abraço,
    oepitafio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie :)

    Estou louco para ler A Ilha dos Dissidentes, Passarinha, Corações Feridos e Cinder. Já li As Vantagens de Ser Invisível e Anna e não curti muito. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Também li Cinder e adorei, livro maravilhoso. XX.
    http://leituramagnifica.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu tinha certeza que já havia comentado nessa postagem, por isso fiquei surpreso quando você enviou o link ontem e percebi que não tinha o meu comentário. :(
    Apesar de já ser bem antigo, fiquei feliz com alguns livros que você citou, em particular os livros da Valentina, já que você sabe que ambos se tornaram títulos especiais. Também gostei de ver outros livros, que tenho interesse em conhecer, como "A Ilha dos Dissidentes" e "As Vantagens de Ser Invisível", além de "Corações Feridos", claro, já que foi por esse livro que voltei tanto no tempo. rsrs

    Beijos, Brunna.

    ResponderExcluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!