Resenha: A Ilha dos Dissidentes

Resenha por Brunna Carolinne

Autora: Bárbara Morais
Editora: Gutenberg
Número de páginas: 304

Há vários anos, uma guerra fez o mundo mudar toda sua organização: antes dividido em vários países, depois, em duas grandes nações - a União e o Império do Sol. Durante a guerra, nos ataques, foram utilizadas armas químicas, biológicas e nucleares. Foi a partir desse momento que os anômalos começaram a surgir. Tentando explicar o motivo dessa ocorrência, uma teoria afirma que a mistura dos componentes das armas utilizadas na guerra com uma tempestade solar ocasionou alterações genéticas em alguns humanos, ou seja, algumas pessoas sofreram mutações e é por causa destas que alguns indivíduos possuem habilidades sobre-humanas.
Após um trágico naufrágio, Sybil Varuna descobre que é uma anômala e que agora viverá com uma família adotiva na maior cidade exclusiva para mutantes do continente. Antes Sybil morava em uma zona de guerra, onde conviva com a fome, frio, insegurança, medo e terror, mas sua vida mudou drasticamente: agora possui uma família, uma casa, comida, roupas e até frequenta uma escola! É claro que ela precisará se adaptar a essa nova realidade, mas não pode ser tão difícil assim...
Em sua nova escola, além de fazer alguns amigos, Sybil irá treinar e descobrir mais sobre suas habilidades. Tudo parece estar muito bem, até que as aulas de Técnicas Especiais (uma matéria bem concorrida e misteriosa da qual poucos alunos fazem parte, mas que Sybil logo foi aceita) revelam um lado do mundo dos anômalos que a garota não imaginava (e do qual ela não tem como fugir).
A Ilha dos Dissidentes começa com aquele ar de apresentações e ambientação da história, cenários e personagens. Nesse primeiro momento, até cheguei a me perguntar para onde mesmo aquele livro queria me levar, só que, depois de alguns capítulos, o ritmo torna-se frenético, cheio de ação, deixando o leitor sem fôlego e ávido por mais, mostrando, finalmente, para quê AIdD veio! A narrativa é dinâmica e fluída, os personagens são adoráveis e a trama é instigante. É extremamente prazeroso acompanhar as aventuras da Sybil.
Senti falta de duas coisas nesse livro: melhor exploração de alguns personagens e explicações/respostas de alguns mistérios. Como é uma trilogia, isso pode ser facilmente solucionado nos demais volumes, e eu espero que seja. Entretanto, o livro me prendeu de uma maneira tão incomum que esses dois detalhes não me incomodaram nenhum pouco durante a leitura.
Com capa bem bonita, diagramação simples, folhas amarelas e sem erros de português, A Ilha dos Dissidentes é muito bom, uma literatura nacional de grande qualidade e que, pelo final arrebatador, promete sequências igualmente boas. Uma ótima pedida para aqueles que gostam de livros que divertem, ensinam e prendem o leitor.
"(...) Segredos nunca me deixaram confortáveis porque sempre há alguém que quer tirá-los de você. (...)"
pág. 78

6 comentários:

  1. Acho incrível como você consegue me deixar ansioso por uma leitura em tão poucas palavras. Gosto de livros do gênero, acho a ideia original e a capa muito bacana, mas suas palavras já seriam suficientes para aumentar meu interesse. Os mistérios sempre incomodam nesse tipo de livro, mas saber que isso pode ser corrigido no futuro já é um grande alívio.
    O mais legal em relação a ele certamente é se tratar de uma obra nacional, que pelo que vejo é muito bem avaliada e isso é sempre bom.

    PS: Brunna, soube que vários parceiros da NC tiveram problemas com os livros de fevereiro e que é preciso entrar em contato, já que eles vão enviar novamente. Tenta fazer isso :D Espero que consiga os livros.

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  2. Desde o seu lançamento estou com vontade de ler o livro, mas ainda não tive a oportunidade. Vamos ver se esse ano consigo dar uma chance para ele.

    Adorei sua resenha!
    http://umreinomuitodistante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Brunna!
    Eu li algumas resenhas desse livro e sempre com muitos elogios. Estou curiosa e se tiver oportunidade vou ler. A capa é muito legal e a premissa do livro também!

    Beijos,

    Rafa {Fascinada por Histórias}

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha, estou ansiosíssima pra ler, principalmente por ser uma literatura nacional, onde é raro histórias distópicas, boas como estrangeiras!!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Estou muito interessada nesse livro e sua resenha maravilhosa serviu para me instigar ainda mais *-*
    E parabéns pelo blog, gostei bastante *-* Vou aparecer mais vezes para ver resenhas por aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Brunna,
    Estava dando umas checadinhas no Skoob, quando vi seu comentário me convidando a vir ver sua resenha sobre este livro, que é um dos que estão na minha lista. Achei muito interessante, principalmente pelo fato de ser escrito por uma brasileira. É muito raro achar distopias brasileiras. Enfim, fiquei super curiosa para ler. Beijos.

    ResponderExcluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!