Resenha: A Marca de Atena

Resenha por Brunna Carolinne

Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 480

ATENÇÃO: Esta resenha pode conter spoilers dos livros anteriores da série Os Heróis do Olimpo.
+ Resenha de O Herói Perdido
+ Resenha de O Filho de Netuno

Annabeth finalmente se reencontrará com Percy! Ela já chegou ao Acampamento Júpiter e está pronta para resgatá-lo. O problema é que os campistas romanos não acreditam muito que os visitantes do Acampamento Meio-Sangue estão em missão de paz, tanto pelo antigo confronto romanosXgregos quanto pelo suspeitíssimo imenso navio em que os guerreiros chegaram - o Argo II.
Juntos, os sete heróis (Annabeth, Percy, Piper, Jason, Hazel, Frank e Leo) precisarão descobrir o paradeiro de Nico di Angelo (e salvá-lo!), desvendar a grande profecia sobre as Portas da Morte e, finalmente, deter Gaia (antes que ela renasça). Além disso, Annabeth terá mais uma missão, e, dessa vez, ela estará completamente sozinha. A filha de Atena precisará seguir a marca da mãe e vingá-la. A heroína deverá recuperar um bem muito precioso, que está perdido há bastante tempo, mas não antes sem enfrentar a maior inimiga de sua mãe, tudo isso carregando nas costas o peso do fracasso de seus meio-irmãos que morreram tentando concluir essa mesma missão.
Repleto de ação, aventura, romances e descobertas, A Marca de Antena revela o quanto Rick Riordan realmente é talentoso. Este volume está mais intenso, movimentado e frenético. A todo momento alguma coisa está acontecendo, deixando o leitor com os cabelos em pé e roendo as unhas de tanta aflição. A narrativa alternada entre os pontos de vista de quatro diferentes semideuses (Annabeth, Percy, Piper e Leo) só contribui para deixar a obra mais instigante e viciante. Os capítulos terminam na melhor parte da trama, obrigando o leitor a continuar lendo, já que a vontade de saber como tudo vai se resolver ou não é muito grande.
Aqui, os personagens são mais desenvolvidos, suas histórias pessoais mais explicadas e seus dramas internos mais expostos. As relações entre os heróis ganha destaque, revelando que, mesmo com tantas diferenças, eles se gostam e seriam capazes de se sacrificar no lugar do outro.
As mitologias grega e romana são extremamente bem exploradas. É incrível como o tio Rick consegue mesclar o "real" mitológico com a própria imaginação, ficando até complicado afirmar com certeza o que realmente faz parte da mitologia e o que o autor criou.
Temos Roma! Eu sempre apreciei muito a Itália, então imaginem minha felicidade lendo esse livro, deliciando-me com esse ambiente que tanto gosto. Também aparecem alguns novos personagens, inclusive notei que neste volume há mais deuses e outras criaturas míticas do que monstros (que eram tão comuns nos livros anteriores), mas claro que os semideuses ainda têm muito o que enfrentar, até mesmo suas próprias inseguranças.
Um prato cheio para os amantes de mitologia, aventura e muita ação, A Marca de Atena não é nada menos do que envolvente. Se durante a leitura o coração bate mais forte, quando o final chega corações fracos não resistirão.
"(...) Ser um herói não significa que você seja invencível. Significa apenas que você seja corajoso o bastante para fazer o que é necessário."
pág 387

3 comentários:

  1. Olá Brunna,

    Esse livro esta na minha lista de desejados de leitura e eu gosto demais dessa série e da escrita do autor...parabéns pela sua resenha...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Brunna, tudo bem?
    Pulei a resenha, porque ainda não li o primeiro livro...
    Na verdade to vindo aqui para pedir desculpas, vi que você comentou em uma resenha do "Entre o Agora e o Nunca" e na hora de moderar o comentário, acabei excluindo sem querer... Desculpa, ta?

    Beijos, Bru
    www.sobrelivrosetc.com

    ResponderExcluir
  3. Você disse Itália?! Não existe país/cultura no mundo mais encantadora do que essa, então sempre que vejo algo do tipo o meu interesse aumenta sem muita dificuldade. Se tratando desse livro especificamente, de um autor que tenho muita vontade de conhecer, isso não poderia ser diferente.
    Por tudo o que você disse, e pelo que já conheço do autor, sei que vou gostar de tudo o que ler.

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    PS: Eu imagino a sua situação ao escolher o livro, Brunna. Passei pelo mesmo! Desses lançamentos comecei por "Boneca de Ossos", que resenhei hoje, e pretendo ler "O Retrato" ainda no fim de semana. Espero que a segunda escolha também seja boa. Kkk’

    ResponderExcluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!