Subgênero literário moderno

Ultimamente tenho visto muitos comentários do tipo: "Esse livro é young adult" (ou new adult, distopia, chik-lit, sick-lit...), mas percebo que muita gente ainda se confunde nessas denominações - ou nem sabe o que estas  significam. Foi pensando nisso que resolvi criar aqui no blog uma série de postagens (uma para cada subgênero) explicando e dando exemplos sobre esses subgêneros literários modernos, digamos assim.

Texto literário e texto não literário
Antes de começar a falar sobre o assunto principal, considero importante deixar claro que existem gêneros literários e gêneros não literários. Para considerar se um texto é ou não literário, é preciso analisar sua função predominante, ou seja, seu objetivo principal.
Textos não literários procuram apenas transmitir, de maneira objetiva, uma informação ao leitor, por isso há predominância do uso da linguagem direta e denotativa (palavras em seu sentido original). Como exemplo temos as notícias, reportagens, anúncios, manuais de instrução, receitas culinárias, textos de livros didáticos...
Textos literários buscam emocionar o leitor, utilizando a linguagem poética e conotativa (palavras em um sentindo figurado, simbólico). Como exemplo temos os poemas, romances, fábulas, peças de teatro... Os textos literários são divididos em dois grupos: textos em versos (formados por versos, estrofes, rimas...) e textos em prosa (organizados em frases, parágrafos, capítulos...).

Esse post (e os outros mais que virão) estará focado nos textos literários em prosa, afinal, o blog aborda esse tipo de literatura (e creio que é isso que vocês buscam aqui, certo?).

Gênero literário
Os gêneros literários agrupam os textos em categorias, organizados conforme suas propriedades formais. O gênero reúne textos providos de características comuns. As primeiras classificações surgiram na Grécia Antiga com os filósofos Aristóteles e Platão, que criaram os três grupos: lírico, dramático e, o mais importante (neste momento) a ser abordado, o narrativo, que é representado por histórias em prosa, contadas por um narrador, tendo como enredo principal os grandes gestos heroicos, envolvendo viagens, guerras, aventuras, aliando elementos terrenos com mitológicos e lendários, exaltando os heróis e seus feitos. Esta modalidade se distingue, estruturalmente, por apresentar uma trama com início, um clímax e uma conclusão.
Deste tronco principal partem as ramificações, ou seja, os subgêneros.


Subgênero literário
Pode ser chamado de subgênero literário cada um dos tipos de textos incluídos nos gêneros literários. Exemplos de subgênero narrativo: suspense, terror, ficção científica, fantasia, policial... Mas, para nós, o importante agora não são esses subgêneros mais clássicos*, e sim os modernos*, como o sick-lit, distopia, new adult, steampunk... É importante salientar que um mesmo livro pode fazer parte de mais de um subgênero, então não fique preso querendo classificar uma obra em apenas uma dessas denominações.

Espero que tenha ficado tudo minimamente claro. Os próximos posts dessa coluna serão destinados apenas a explicação de cada subgênero moderno (cada postagem falará sobre um subgênero diferente). Se alguém tiver alguma dúvida, é só deixar aí nos comentários, que responderei o mais breve possível.


*Denominações de minha autoria (não sei quais são os nomes utilizados no âmbito acadêmico).

8 comentários:

  1. Haa, legal a tua intenção com o post. Entendi tudinho, e vc conseguiu esclarecer umas dúvidas que eu tinha, rs. Vou ficar de olho nos próximos, já que me confundo muito com os gêneros, subgêneros e coisa e tal T-T O pessoal fala, e eu fico tipo, boiando Ç.Ç HSHDSHDSHDHSHSDHDS

    Kissus
    www.penseicliquei.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Comentário nada a ver com o post: acabei de ir na page "meus livros preferidos" aqui, do teu blog, e pirei quando vi A Ascensão dos nove lá, ´HDSUADAUSDHSADSAU <3 É que eu piro quando encontro uma pessoa que curta Legados de lorien HYUGHGHFFGFD Sorry for this

    ResponderExcluir
  3. Oi Brunna!
    Que ótima ideia pra post, adorei! Hoje são tantos os "subgêneros literários" que muita gente se confunde ou nem sabe o que são mesmo. Às vezes até eu me pego um pouco confusa com isso tudo. Quando saírem os próximos posts falando de cada um, me chama que quero conferir com certeza!

    Beijos.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post. Bem explicativo. *-*
    beijos
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ótima sua ideia, Brunna, até porque, como foi citado, inúmeros subgêneros surgem a cada dia e nem sempre é comum encontrar as características de cada um deles. Sem contar que assim, quem ainda não determinou o que de fato gosta de ler, tem uma chance maior de conseguir isso. Vou tentar acompanhar todas as postagens.
    Não sei dizer quais subgêneros iria achar interessante encontrar aqui, mas a literatura fantástica possui tantos subgêneros (modernos) que se você for dar destaque para todos deixará esse especial bem extenso - e muito rico, claro.

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  6. Muito bacana o post Brunna *-* Nem sabia que new adult e afins eram subgêneros :) Ficou bacana a explicação e de fácil entendimento.

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  7. Bacana! SUPER bem explicado!!
    Parabéns!!

    Bjkas

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu realmente amei esse post! Foi bem esclarecedor pra mim, que erroneamente chamava o subgênero de gênero. Minha nossa! Adorei essa coluna e vou ficar acompanhando sempre. O layout do seu blog tá uma coisa linda!

    Beijos,
    biblioteca-de-resenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!