Resenha: Destrua-me


Resenha por Brunna Carolinne

Autora: Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 80

ATENÇÃO: Apesar desta resenha ser apenas do conto da Trilogia Estilhaça-me, ela pode conter spoilers do primeiro livro da série.
+ Resenha de Estilhaça-me

Após levar um tiro, Warner está bastante debilitado, lutando contra a morte, mas só consegue pensar em Juliette e em como irá trazê-la de volta. A notícia da fuga dela e de mais dois soldados se espalhou para os demais Setores, até mesmo o Comandante Supremo d'O Restabelecimento já está sabendo do ocorrido. Como o líder de um Setor deixa uma prisioneira e dois de seus soldados escaparem de seu poder? E ainda é baleado nesse meio tempo! É por causa dessa fraqueza de Warner que o Comandante Supremo (que é nada mais, nada menos que o próprio pai de Warner) vai ao Setor 45 corrigir os erros do filho e colocar tudo em seu devido lugar.
Em Destrua-me, o Warner que nos é apresentado em Estilhaça-me vai sendo desconstruído. Pelo fato do conto ser narrado em primeira pessoa pelo próprio Warner, passamos a conhecer seus pensamentos, sentimentos e motivações. Toda crueldade que emana dele tem um motivo. Ele não é insensível como pensávamos, não é invulnerável, não é desalmado. Não é vilão. O verdadeiro Warner é tão inseguro, tão vulnerável, tão solitário, tão... humano. Warner é humano. E ganhou um baita espaço em meu coração.
Não, não é que o jovem tenha mudado da água para o vinho. Ele é mentiroso, possessivo, mata uma pessoa sem hesitar (se for necessário), tem diversos defeitos, mas não é desumano. Bem diferente do pai. Que homem desprezível! Frio, impiedoso, calculista. Possui apenas maldade dentro de si.
O ponto de vista é bastante interessante e envolvente. Conhecemos o verdadeiro Warner, toda sua mente perturbada, seus vívidos medos e angústias. Ele está apaixonado pela Juliette e fará qualquer coisa para protegê-la. Aliás, mesmo sendo narrado por ele, o conto também revela mais da Juliette, através de um objeto encontrado pelo líder do Setor 45. Indico demais a leitura, é muito bom conhecer mais da intimidade dos personagens dessa série. Então leia! Você perceberá o quanto é difícil não simpatizar com Warner - e até mesmo torcer por ele.
"O amor é um cretino perverso e sem coração."
Destrua-me está disponível apenas em e-book e você pode fazer o download desse conto, gratuitamente, clicando aqui.

7 comentários:

  1. Hey
    Tenho que começar essa série, acho que vou aproveitar esse início do mês pra emendar tudo HAHA
    Ainda tenho que juntar esses contos!

    bjs e uma ótima terça
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  2. Oi, Bru, tudo bem?

    sou doida pra ler essa série. Tenho os dois primeiros em casa, mas ainda não comecei. Li muitas distopias mês passado e por isso to dando um tempo. O unico problema é que o conto só está disponível em formato digital, né? Ainda bem que ele é pequeno. Tenho uma trava com ebooks

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oiee ^^
    Ler esse conto me fez gostar de Warner. Antes eu torcia para que Juliette ficasse com o Adam, mas ler Destrua-me me fez mudar de opinião, e agora sou #TeamWarner...rsrs'
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Brunna

    Esse conto é minha próxima leitura. terminei Estilhaça-me recentemente e preciso de um pouco mais do Warner. Eu já havia sentido que apesar de bad existia algo maior por trás de suas atitudes. Acho que o personagem irá evoluir bastante nos próximos livros e conquistar ainda mais nosso coração.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  5. Oi Brunna! Eu assim que termina de ler Estilhaça=me já tenho o conto baixando no celular através do aplicativo do Kindle! Estou mega ansiosa por esta série! Ainda mais lendo suas resenhas por aqui <3

    Obrigada pela dica la no blog!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  6. Tenho que ler!!!
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Como já te disse, Brunna, esse conto me fez passar a admirar o Warner, por isso gostei muito da ideia da autora de escrever essas histórias paralelas. Acho que poucas pessoas continuam odiando ele após a leitura, o que poderia ser diferente. Seria muito melhor se isso fosse uma unanimidade. KKKK

    PS: Estou terminando o último livro e quero matar o Adam. -.-

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir

« »
 
Layout por Adália Sá e modificações por Brunna Carolinne. © Proibido cópia total ou parcial. Plágio é crime!